Tecle Enter para Pesquisar

Mesas redondas

26 de janeiro de 2014

Em 2013, participamos de alguns eventos para falar sobre nossa atividade audiovisual, como o Brainstorm e uma mesa redonda no curso de Artes da UFMS.

Brainstorm 2013

No Brainstorm, realizado na Estácio de Sá em maio, tivemos a oportunidade de dialogar com outros produtores do setor que também trabalham de maneira independente em MS: Essi Rafael, Givago Oliveira e Airton Fernandes. Na conversa com os produtores e com o público percebemos as semelhantes dificuldades encontradas para a realização de vídeos no estado, seja ficcional ou documental, que partem da produção ainda incipiente até a falta de uma cadeia que reúna profissionais e empresas locais atuantes no ramo.

Foi legal ver na plateia acadêmicos de jornalismo da UFMS que participaram de uma oficina que havíamos realizado na UFMS uns dias antes. Deu pra ver que o pessoal está interessado em aprender.

Em nossa exposição falamos um pouco sobre o Magnéttico, e procuramos estimular os acadêmicos a estudarem, a aperfeiçoarem seus conhecimentos técnicos, a prezarem pelo conteúdo de suas produções e a serem persistentes para superar tantos obstáculos.

Artes UFMS

No mês seguinte, estivemos no curso de Artes para conversar com os acadêmicos recém-chegados à UFMS. A ideia era discutir possibilidades de trabalhos pedagógicos da educação artística. Contamos nossas experiências e fizemos sugestões para a utilização desse recurso que atualmente é tão mais acessível que alguns anos atrás. Por meio do audiovisual as crianças podem ser estimuladas a criar histórias e a serem autoras de sua própria história.

Na mesa redonda participaram uma artista plástica e um tatuador. Foi interessante perceber que cada área tem suas dificuldades, seja de fornecedores, como no caso da artista que teve problemas com a empresa que coloriu os tecidos que ela usaria para fazer vestidos, seja jurídico, como a falta de fiscalização e legislação que regule melhor a arte do tatuador profissional.

Compartilhar as experiências vivenciadas em nosso trabalho sempre é gratificante, e se isso de algum modo estimular as pessoas a seguirem seus objetivos, ainda melhor.

Comentários

t Twitter f Facebook g Google+